segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Viva Neymar em Paris!

Paris Tourist Office
   Enquanto o assunto é o valor da compra do jogador ou o seu módico salário anual, além das especulações de onde Neymar vai morar em Paris, eu estive pensando...
  
     O título deste post tem um duplo sentido: além de saudar nosso jogador, também é uma sugestão de vivenciar o assunto mais de perto. Porquoi pas? Não é todo dia que um brasileiro se torna o homem mais valioso do mundo... 


       Olha, eu acho que o Neymar poderá morar perto do trabalho. Mas não é porque ele quer evitar trânsito pela manhã para ir trabalhar, mas porque o estádio Parc de Princes está na região de maior prestígio e o metro quadrado mais caro da cidade.


Se você puder viver  a experiência "Neymar em Paris" ... Veja o roteiro:

Como nem só de Neymar se faz uma Paris, mas aproveitando o "gancho" de estar experimentado a nova vida do craque aproveite para ficar por perto e conhecer uma região da cidade totalmente esquecida pelos turistas!

     Neste caso, caso você queira assistir Neymar jogando com a camisa 10 do PSG, se quiser, além disto, fazer comprinhas básicas em uma Megastore oficial do time, fazer uma visita guiada pelo estádio e ainda por cima avistar as quadras de tênis de Rolland Garros, eu ficaria por ali mesmo. No bairro. E iria a pé para o estádio e ainda e ainda estaria próxima ao Hipódromo, ao clube de Polo, de Golfe, de Rugby...     

1 - Hospede-se no Molitor Paris Hotel  


    Além de estar a 700 metros do Parc de Princes, a 200 metros da maior loja do PSG e o seu terraço oferecer vista exclusiva para a Torre Eiffel e as quadras de Rolland Garros o local é tombado como Patrimônio Histórico.

    Lá está a mítica piscina Molitoruma joia Art Déco, onde os primeiros biquínis apareceram, em 1946, pela primeira vez e onde o salva-vidas era o Tarzan dos filmes (o ator Johnny Weissmuller) . Costumava ser uma piscina pública, aberta em 1927, mas hoje é necessário ser um sócio pagando uma anuidade de 3.500 euros para utilizar a icônica piscina ou se hospedar no hotel. Um hotel cinco estrelas da rede Accor, mas com preço de 4 estrelas (a partir de 200 euros a diária)! 





   

2 - Faça o tour pelo estádio Parc de Princes (22 euros)

Com audioguia em português e ainda compre ingressos para os jogos (a partir de 20 euros)! E o melhor: vá a pé! Seu hotel está a 600 metros do Neymar.

Visite & Expérience Paris Saint-Germain

Parc des Princes – Porte M – 24 Rue du Commandant Guilbaud
75016 Paris 
Tel.. +33 (0) 1 41 41 61 00
visites@psg.fr
www.psg.fr


3 - Vá até a Megastore Oficial do PSG

Longe das filas turísticas da minúscula loja da Champs-Élysées. Vá direto na fonte na 20-40 avenue du Géneral Sarrail.  

4 - Aviste as quadras de tênis de Rolland Garros 

Onde Guga venceu tantas vezes e se o Museu do Tênis estiver aberto, vá visitar. Está a 600 metros do hotel;

5 - Veja o hipódromo de Paris, o Longchamps, Clube de Polo e Clube de Golfe (Os mais fechados de Paris).

Todos eles com restaurantes onde, certamente, Neymar receberá alguns convites para conhecer e confraternizar com os novos amigos já que para frequentar o restaurante um sócio deve convidá-lo e avisar ao clube com antecedência.



6 -  Explore a região Oásis Art Nouveau  Neuilly -Passy-Auteuil/16º


 O “Seizième”!

     Bairro, considerado esnobe, onde vivem as famílias ricas de berço e nariz empinado! Neste caso há um desfrute em caminhar por ruas, praticamente, vazias e tranquilas sem agitação, filas e multidões ansiosas por engolir a cidade...

    A dez minutos de caminhada a partir da Torre Eiffel, entre o parque Bois de Boulogne e o rio Sena, é possível conhecer onde nasceu Proust (96, rue de la Fontaine), onde viveu Molière (2, rue d´Auteiul), Balzac (47, rue Rayounard),  o ilustre, admirado, respeitado e adorado pelos franceses, o americano Benjamin Franklin (esquina entre rue Rayounard e rue Singer) e onde morreu Charles Baudelaire (1, rue du Dôme)!

     Além disso, abriga ainda a Villa Montmorency (12, rue Poussin), um condomínio de 120 casas de bilionários e celebridades (Céline Dion comprou uma casa por ali por 47 milhões de euros) e é onde especula-se que Neymar possa adquirir seu novo lar.

         Repleto de gente “BCBG” (Bon chic, Bon genre), expressão pejorativa que quer dizer algo como “almofadinha”) do NAP (Neuilly-Auteiul-Passy), lords ingleses, franceses refinados e novos ricos estrangeiros. Porém, se ampliar o olhar para além-estereótipos irá reconhecer um oásis dentro do caos urbano!

Caminhar pelo bairro e observar as construções Art-Nouveau é a melhor parte da exploração, sobretudo pela extensão da rue de la Fontaine com uma parada especial a frente do nº 14 para observar a construção do arquiteto Hector Grimaldi e o seu “Castel Béranger” onde esqueceu-se dos conceitos de simetria e levou o prêmio da mais linda fachada de Paris em 1898.

Para vivenciar o que era “Passy-Auteiul” (onde os parisienses possuíam casas de campo antes de estes distritos serem anexados a Paris), passeie pela “Villa Dietz-Monnin” na rue Parent de Rosan e terá a sua mais perfeita tradução que ultrapassa seus estereótipos!
© Emilie Meyer


No bairro ainda estão o Museu Marmottan-Monet (onde se encontra a tela de Claude Monet que deu origem ao movimento Impressionista), em um explêndido palacete,  o Museu de Moda Galliera, Museu Baccarat (e o restaurante Cristal Room)  e o Palais de Tokyo. 
Paris Tourist Office


 Aux Merveilleux de Fred: Sugiro provar o “maravilhoso” merengue desta Pâtisserie para guardar o sabor do passeio! 29, rue de l’Annonciation

     Já para o outro lado, em Auteuil há o absurdamente lindo parque Edmond de Rothschild e o château macabro da família  abandonado há mais de 30 anos.

File:Parc Edmond de Rothschild à Boulogne-Billancourt 001.jpg
foto: Moonik


Reserve  Molitor Paris Hotel  antes que todo mundo chegue antes! 

#paris vivências


Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +