segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Printemps! Dez Anos!!

Hoje eu completo 10 anos como Agente Internacional da loja francesa Printemps.

Mas...E daí? O que são 10 anos? Depende de quantos anos tenho? Ou depende do que eu fiz com estes 10 anos. Depende de como eu vivi estes 10 anos, a qualidade do meu trabalho, a evolução da minha carreira, das minhas conquistas como profissional...e é claro o que eu levei para a empresa.






Sim, acho que daria quase um livro se eu decidisse apenas publicar os e-mails que tenho em arquivo. Sim porque minha comunicação com a equipe em Paris é feita 90% por e-mail, os telefonemas e encontros pessoais são poucos. Eu diria que meu histórico daria uma romance. Eu devo ter em meus arquivos algo em torno de 30 mil e-mails entre os que enviei e recebi!

Mas bem, o que foi que eu fiz com estes 10 anos que carrego a bandeira deles no Brasil?
Em números, eu diria que enviei ao menos uns 500 press-releases e sugestões de pauta para  um mailing de aproximadamente 2 mil jornalistas. 

Almocei com operadores de turismo, agentes de viagem, diretores de cias aéreas, hotéis, chefs, celebridades, jornalistas, muitos jornalistas, de moda, de gastronomia, de politica, de economia, de negócios, em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasilia, Paris umas 250 vezes, sendo uma média total de 10 quilos entre almoços, jantares e coquetéis.

Participei de 8 caravanas "Decouvrez la France" com a Maison de la France promovendo workshops em várias capitais do Brasil. Eram entre 5 e 10 capitais por ano e lá estávamos almoçando, jantando e em coquetéis promovendo a França que somariam às viagens internacionais para a França, Argentina e México algo em torno de 250 vezes dentro de um avião.

Assinei alguns artigos em revistas e jornais e sempre escrevo e assino algumas linhas já publicadas sobre  loja ao longo destes anos e fiz em torno de 60 apresentações falando sobre os benefícios, produtos, serviços e historia da Printemps e nas minhas contas malucas e cheguei a soma de que pronunciei e escrevi o nome Printemps em torno de 500 mil vezes em 3.650 dias de trabalho!

Obtive por volta de 350 citações espontâneas da Printemps na imprensa brasileira seja em matérias, artigos e notas dos releases que enviei sendo o valor estimado em mídia de mais de 2 milhões de euros. Também conversei sobre a loja tête-a-tête com mais ou menos 10.000 pessoas.

Tudo começou com Deauville e a Copa de 98. Fiz um acordo com um navio da Agaxtur, eu e a Giovanna (minha parceira e cúmplice no episódio Copa 98) com clientes VIP que chegaram para a Copa ancorando em Deauville. A loja fechou como de costume às 19 horas e então as luzes permaneceram acesas, e um coquetel foi servido com atendentes falando português para os que estavam a bordo do navio. Todos os brasileiros tiveram a loja Printemps exclusivamente para eles até às 00h00 regado a muito champagne! Parece que o diretor da loja local ficou eufórico com o faturamento daquela noite e então meu nome seria gravado e lembrado!   

Ganhei um prêmio de Mulher Influente em Minas Gerais, trouxe a Cecile do Accacias St.Germain que era fiel à concorrente e praticamente uma embaixadora de brasileiros na França.

Apresentei 10 projetos com estratégias de comunicação e marketing para o Brasil, coloquei a gerente do departamento internacional no Castelo de Caras, consegui um exemplar autografado de Paulo Coelho para ela, coloquei-a no Grand Prix do Brasil e ela ainda ouviu o hino nacional de seu país, Finlândia sendo tocado em Interlagos com seu conterrâneo tornando-se campeão do mundo, bem abaixo de seus olhos! 

Trouxe para perto da loja, grandes jornalistas brasileiros bem como Personal Shoppers e pessoas influentes que moram em Paris e que hoje levam seus convidados e clientes até loja ou a recomendam.

Trouxe o dono da cadeia para o Brasil. Levei-o para falar com o governador de São Paulo, José Serra em seu gabinete, para jantar com a nata da sociedade paulista na casa de Zeco Auriemo, nas fundações do Shopping Cidade Jardim e na festa de Gloria Kalil no topo do Terraço Itália e como um dos speakers da Conferência capitaneada por ela no Fashion Marketing. Foi recebido em coletiva de imprensa e um almoço na sede da ABIT, além de visitar a sede da Folha de São Paulo e ainda recebido a cortesia de um city-tour privativo por São Paulo oferecido pela SP Turis.

No mês seguinte a esta ação de marketing, o faturamento do Brasil na loja cresceu 200% em relação ao mesmo mês do ano anterior!

Para o ano do Brasil na França, tive o privilégio de entrar em contato com Cravo Neto para acertar a expo dele na loja e ainda fiz uma série de traduções de textos sobre o nosso país a ser apresentado na loja além de intermediar encontros entre a loja e representantes da Alpargatas, Fnac Brasil, Joia Brasil ... 

Desde 2000 o Brasil cresce em números na loja! Com crise, sem crise, com dólar em alta ou em queda!

No dia  16  de outubro do ano passado, eu estava em Paris com um grupo e no dia de vir embora para o Brasil, eu saí bem cedo para comprar umas meias térmicas para o meu problema de pés congelantes Quando saí do metrô, desci de propósito em frente a Printemps, atravessei a rua do outro lado para poder ver melhor toda a sua extensão e posso dizer que até hoje, quando olho para cima e vejo aquele monumento, sinto um friozinho subindo a espinha e aquele ventinho dentro da barriga!

Eu sentia a mesma coisa quando saía da estação do metrô e dava de cara com um ícone de Paris, o Moulin Rouge e então eu me beliscava e me pergutava, mas eu trabalho aqui mesmo?

Eu também sinto um pouco disto mas confesso que não me belisco porque  hoje eu sei faço parte da históiria dela...e sinto uma profunda satisfação que apesar de ser um grão de areia deste universo que é a Printemps, de alguma forma, eu também ajudei a escrever sua história, ao menos com a minha bandeira!

Eu gostaria de falar mais. Muito mais! Sei até que poderia ter feito muito mais, porém fatores como diferenças culturais, choques culturais eu diria, posicionamentos, influências e número de pessoas envolvidas, o trabalho as vezes enrosca, trava, e em outras nem sai do papel. É preciso lapidar a paciência entender o tempo como aliado.   
  
Eu, de fato, acho a loja um deslumbre, linda, acho que Paris é a cidade do abuso mesmo e não há lugar melhor para abusar do que dentro de uma construção de 1865 que, aliás, é um deleite saber que está fazendo suas comprinhas básicas dentro de um monumento histórico de Paris e fico sim, boquiaberta a cada vez que olho para cima e vejo a cúpula da Brasserie que é um show a parte e que faz com que até o mais bruto dos espíritos prenda a respiração!

Então, revendo estes números e somando ao que sinto, devo dizer que só pelo fato deste trabalho pro-ativo me proporcionar ir para a Cidade Luz e tomar uma taça do melhor vinho borbulhante do mundo já valeu! Fazer com que eu exercite o meu cérebro todos os dias com meu francês falado e inglês escrito me força a me comunicar todos os dias em 3 idiomas me ajuda a manter minha saúde mental. Não ter horário de trabalho, me proporciona o possibilidade de estar perto da minha filha todo o tempo, me dá espaço para cuidar da casa, comme il faut e  o melhor de tudo, posso trabalhar com os pés na mesa ou sem sapato ou até de pijama!  

Aliás, ter ido a Paris mais de 20 vezes, por questões pessoais, com o dinheiro do meu carro, sozinha, sem falar francês e depois com o cartão de visita do Moulin Rouge, com grupos de incentivo de bancos do Brasil, como autora de um livro, como guia, como tour leader, como jornalista, como agente de viagem, com os grupos de Emmanuel Bassoleil, de João Braga e pela Printemps é sorte!! 

Já dizia o rei que Paris bem vale uma missa!! Não sou eu a contradizer tão sábia conclusão!
(Henrique de Navarra quando assumiu o trono francês como Henrique IV, convertendo-se ao catolicismo )

Salut!

   


Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +