Copyright!

Olá amigo blogueiro!

Se quiser usar meus textos em seus blogs é necessário autorização prévia, já que possuem direitos autorais de copyright!

Se necessita de conteúdo em seu blog e necessita que alguém redija para você me contrate! Eu não sou careira!
abraços!

Denuncie! Plágio é crime:

https://www.espacoblog.com/2013/07/como-denunciar-plagio-ao-google.html

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Sim, eu trabalhei no Moulin Rouge!

foto: blog.awaystay.com
Meu primeiro contato com o Moulin Rouge, curiosamente, foi na Universal Studios, em Los Angeles. Nem sabia o que era.

Fazendo o passeio pelo parque, parei em frente a fachada cenário e comecei a fotografar. 


Quatro anos depois, parava em frente a fachada verdadeira e original todas as noites! Não somente conheci ao vivo e em cores, como comecei a trabalhar no Moulin Rouge de Paris.


O Moinho Vermelho, em português, aberto em 1889, é um cabaré ao estilo Belle Époque.


Não tenho 1,85 de altura, não sou inglesa (geralmente as dançarinas são inglesas porque são mais altas que as francesas) e não sei dançar cancã!!

O meu talento é outro! Eu era relações-públicas para brasileiros! E depois de divulgar o show em agências e operadoras de turismo e passando em hotéis para falar com os brasileiros, ficava na porta da casa de espetáculos, mais emblemática do mundo, para recebe-los, todas as noites!

Levava até às mesas, tirava fotos, conversava, contava um pouco do show e é claro, todos queriam saber como fui parar lá! Pediam que eu brindasse com eles e me convidavam para me sentar e assistir ao show com eles. Muitas vezes aceitei o convite, chorando de emoção ao final do espetáculo que eu assistia quase todas as noites.

Uma vez socorri um senhor, na fila de entrada, com muitas dores nas costas. Sua esposa, jornalista, ficou tão agradecida pela ajuda e, ao mesmo tempo, tão surpresa em encontrar uma brasileira que escreveu uma matéria sobre o fato!! 


Quando eu saia da estação do metrô subindo as escadas e me deparando com aquele moinho eu me beliscava! Estava onde queria estar! Por que? Não sei, mas eu adorava!


Bem, talvez seja porque Toulouse Lautrec ia todas as noites e se sentava à mesma mesa (conservada até hoje) e porque eu me misturava a seus affiches, diariamente, quase como se eu fizesse parte da vida dele! E ele, com certeza, da minha!


Talvez também porque o Moulin Rouge seja o berço do cancã, porque seja cartão postal de Paris ou porque tenha mais de 120 anos! Talvez eu tenha um pouco daquele personagem do filme Meia-Noite em Paris de Woody Allen . Quem sabe?


 Mas, talvez, seja porque, ao ingressar nesta casa, me tornei parte da família!!


 Este é o Monsieur Henri - diretor de sala há 50 anos!!

 Lembrança da visita da querida Suzana Vieira!!

Sim, há outros excelentes cabarés em Paris como o Lido, o Crazy Horse, o Paradis Latin, mas o Moulin Rouge tem a sua originalidade e o seu lugar na história de Paris e já virou até tema de filme!

Nos palcos já se apresentaram cantores como Elton John, Liza Minelli, Frank Sinatra, Edith Piaf e Josephine Baker!!

Ainda há gente que ache "brega" ir a um espetáculo como o do Moulin Rouge, mas eu, como uma excelente suspeita, adorrrro!!!!!! Bien Sür que eu recomendo!!


Depois me conte! Diga ao Henri que mando beijos. Certamente ele estará lá na porta quando você for!

Curiosidade 1: Existiu, sim, uma brasileira que foi a vedete, durante alguns anos, no Moulin Rouge. O nome dela é Watusi!
Curiosidade 2: o dono do Moulin Rouge é irmão do dono do Lido!
Curiosidade 3 : O ingresso custa 100 euros e dá direito a meia-garrafa de champagne
Curiosidade 4: Tem lojinha na saída bem ao estilo Disney!


Peguei as imagens de um livro sobre o Moulin Rouge que guardo no cofre de sonhos realizados!

Moulin Rouge
82, bd de Clichy - Paris

Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +