sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Os 4 melhores hotéis de Paris



Os hotéis-palácio de Paris são classificados de acordo com regras estritas, relativas a aspectos culturais, históricos, geográficos e estéticos, qualidade de serviço e relação com os clientes.

Como até o momento deste artigo,  o Plaza Athenée (queridinho dos brasileiros), o Ritz (preferido de Coco Chanel) e o Crillon (que tem habitués como Mel Gibson) estão fechados para reforma, iremos considerar os que estão abertos, certo?

Hoje existem 6 hotéis palácio em Paris, mas falarei de 4 deles. O quinto eu não conheço, ainda! O sexto, Plaza Athenée não visitei depois de sua reabertura!

Ainda que você não se hospede em um destes palácios em Paris, não significa que você não possa conhecê-los, o que seria uma pena!

Que tal um jantar? Café da manhã, Chá da tarde, Brunch, SPA? 
Que tal então uma taça de champagne?

Olha só, até mesmo um cafezinho está valendo para fazer este tour cinco estrelas e poder apreciar de perto a atmosfera destes palácios de Paris. Não se sinta constrangido em entrar no hotel só porque não é um hóspede. Os hotéis recebem clientes para as lojas, bar, spa e restaurantes, portanto, entre!

Vamos começar com um dos meus preferidos?

1 - Four Seasons -  George V


Projetado nos anos 20, inaugurado em 1928 com uma enorme coleção de objetos de arte e tapeçarias, o George V teve em seus corredores hóspedes como Sophia Loren e Greta Garbo.

Foi comprado por um príncipe árabe em 1997, que entregou a administração ao Four Seasons! Sua impressionante decoração com flores é uma marca registrada do hotel. Seu SPA é considerado um dos melhores do mundo!

Nada mal um cafezinho neste lounge!









Se estiver animado, pode experimentar o restaurante Le Cinq -  2 estrelas Michelin*














Relaxe e aproveite!

Créditos fotográficos: Four Seasons George V
http://www.fourseasons.com/paris/


2 - Le Bristol


Este também concorre como o meu predileto. Tenho um carinho especial por ter feito um trabalho de 
tradução de seu material para a imprensa e ainda me tornei amiga do antigo diretor comercial do hotel (hoje ele vive em São Paulo). Visitá-lo no Bristol era uma festa! 


Aberto em 1925, batizado como Bristol em homenagem ao Conde BristolFredrick Harvey, famoso no século XVIII pela sua alta exigência em termos de luxo quando viajava.

Personalidades como Charlie Chaplin e Rita Hayworth gostavam de se hospedar neste hotel seguidos hoje por George Clooney.



O restaurante Epicure, 3 estrelas Michelin* é famoso pelas experiências gastronômicas que oferece aos seus clientes.





Já o jardim do Bristol é um dos endereços preferidos pelos parisienses para o chá da tarde ou um jantar informal.

Mas hoje em dia, a estrela do show é o seu restaurante 114 Faubourg que acaba de ganhar uma estrela Michelin*. Uma autêntica experiência em um bistrô de luxo! 


114 Faubourg Finalmente o bar! Que tal um drinque?  




Le Bar du Bristol




Há um célebre morador do Bristol desde 2010:  Fa-raon!

Ei-lo! O gato mais famoso de Paris, que interpreta bem o seu papel completando o charme, elegância e beleza do hotel! Ele também trabalha duro! Entretém os hóspedes, adultos e crianças!






Créditos fotográficos: Le Bristol Paris
http://www.lebristolparis.com/fr/bienvenue/

3 - Le Meurice

Fotos de Le Meurice – Fotos do Hotel

Essa foto de Le Meurice é cortesia do TripAdvisor

Bem, o Le Meurice é um assunto a parte! Aberto em em 1815 por Charles-Auguste Meurice é talvez o mais clássico hotel de Paris. Acostumado a receber reis, sultões, presidentes e artistas desde a sua abertura, o hotel passou por uma grande reforma em 2007 pelas mãos de Philippe Starck que manteve a atmosfera do hotel em seu estilo Louis XVI.

Salvador Dali se hospedava todos os anos por 30 dias durante 30 anos! O filme de Woody Allen - "Meia-Noite em Paris" teve algumas das cenas filmadas no hotel.

E para completar o restaurante Le Meurice (3 estrelas Michelin*), além de ser considerado o salão mais lindo de Paris, ainda tem como chef nada menos do que Alain Ducasse, o maior de todos os tempos.

Le Meurice


Você pode escolher entre jantar no Le Meurice (preparando seu bolso para uma despesa de 400 euros por pessoa neste 3 estrelas Michelin*), ou tentar o outro restaurante que também vale a visita. 

O Le Dalí (também 3 estrelas*) tem o teto com 145 metros quadrados de canvas, pintado por Ara Starck (filha de Philippe Starck).

Le Dalí


Em último caso, um drinque no maravilhoso Bar 228, como eu disse, tá valendo!!



Senão, se for para valer mesmo, comemore o seu aniversário e convide os amigos para uma festa neste salão!








Créditos fotográficos: Hotel Le Meurice - Dorchester Collection
http://www.dorchestercollection.com/en/paris/le-meurice


4 - Prince de Galles


Uma joia do estilo Art-déco que brilha em Paris. Aberto em 1928, o nome se deve a Edouard VIII, então príncipe de Galles, filho do rei George V que iria se hospedar por ali. Além dele, outros famosos como Wiston Churchil e Elvis Presley preferiam estar neste hotel obra de arte, conhecido e aclamado por seus serviços.







Aqui você escolhe entre ficar no bar Les Heures para um drinque ou café ou ir até o restaurante Scène para apreciar os quitutes de uma jovem chef de 26 anos e ainda uma magnífica obra em Murano.
Créditos fotográficos : Prince de Galles
http://www.princedegallesparis.com/


Quando o Plaza Athenée, Ritz e Crillon reabrirem suas majestosas portas, falaremos sobre eles, mas por enquanto, estes quatro representam o que Paris tem de melhor a oferecer!

*Atenção as classificações de hotel palácio que podem mudar a qualquer momento, bem como o número de estrelas dos restaurantes (para mais ou para menos). A classificação dos restaurantes variam de 1 a 3 estrelas.

E aí? Qual você achou mais bonito? Quer reservar pelo melhor preço? Pesquise abaixo:


Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +