sábado, 24 de maio de 2014

Uma senhora que contempla a Notre Dame há 413 anos?

Já muito se falou da famosa e ultra original livraria Shakespeare em Paris!! Realmente ela vale uma visita!

Aproveitando que já está lá, que tal conhecer uma senhora que está a contemplar a Notre Dame há mais de 400 anos?

Não se trata de uma construção como carinhosamente chamamos a Torre Eiffel de dama...Não, não! É um ser vivo mesmo!

A árvore catalogada como a mais velha de Paris, foi plantada em 1601! Super saudável, apesar de ter envergado para um lado, mas isto foi devido a sua altura (além do normal) de 11 metros...

"Esta Robínia (falsa acácia) foi plantada em 1601 pelo jardineiro de Henrique IV, Jean Robin, que a introduziu na França e lhe deu o nome (Robiner). É a árvore mais velha de Paris. Pertence à família de Fabaceae, originária do sudeste dos Estados Unidos. Em 2011, esta árvore media 11 metros de altura por um tronco de 3,85 metros de circunferência"





"Quanto mais velha é uma árvore, mais ela captura dióxido de carbono na atmosfera para continuar a crescer, revelou um estudo publicado em maio de 2014 sobre o impacto das florestas no aquecimento global. Cerca de quarenta cientistas participaram deste estudo, que analisou os dados dos últimos 80 anos de 670.000 árvores de 403 espécies diferentes existentes em todos os continentes."


Uma estrutura em concreto foi montada para lhe dar sustentação

Sim, ela dá flores!








Radiestesistas costumam dizer que faz bem a saúde e à energia vital de nosso organismo abraçar uma árvore! Dizem que você se reequilibra pela força que o tronco de uma árvore traz da terra!

...Imagine então uma de 413 anos!! Lugar excelente para ler o seu guia de Paris, fazer uma pausa de suas descobertas e simplesmente "estar" ali. Excelente pedida!


Além do que, o local onde ela foi plantada é também repleto de história, vestígios e curiosidades. A começar pela igreja que faz parte da praça. Saint-Julien-Le-Pauvre é, juntamente, com a igreja de Saint Germain-des-près, a mais antiga de Paris. Mencionada já desde o século VI, foi totalmente destruída no século IX pelos normandos. Uma capela provisória foi mantida, até que em 1165 ela foi totalmente reconstruída em estilo gótico. A igreja se tornou ponto de parada dos peregrinos do Caminho de Santiago.  

A história de Saint Julien (o pobre) é trágica. Em sua infância lhe foi dito que um dia ele mataria os próprios pais. Assustado com a profecia, fugiu para longe. Seus pais, sem saber do porque de sua fuga, um dia descobriram o seu endereço e foram até alá. A esposa de Julien os recebeu carinhosamente e lhes ofereceu a própria cama. Julien, quando chegou em casa, viu um casal estranho em sua cama e os matou!

Deixando as tragédias de lado, a praça também possui suas curiosidades. Legítima herdeira de Notre Dame, quando esta foi restaurada, a praça é formada por pedras e vestígios vindos da catedral. 

Square Viviani
2, rue du Fouarre

Ao lado da livraria Shakespeare

Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +