domingo, 8 de dezembro de 2013

Disney!


No meu caso, eu preferi fazer algo um pouco diferente. A viagem era para a minha filha. Ela iria completar 7 anos nos parques!


Sete anos ainda é pequeninha, não tem resistência física e nem emocional para tanta informação. 

Neste caso, decidi não aproveitar tudo o que Orlando tinha a oferecer porque eu sabia que iria sobrecarregá-la.


Outra questão, que para mim está fora de cogitação, são as filas dos parques. Criança e fila é algo que não dá certo e perde-se muito a qualidade do divertimento.

Então, fui meio que contra a maré. Reservei duas semanas inteiras, 17 dias contando com a viagem. Busquei voo direto para Orlando e ficamos em um dos hotéis Disney, por pura comodidade. Para poder entrar antes e depois nos parques, para não ter que pagar o estacionamento, por estar perto...


Alugamos o carro porque a questão dos ônibus também tem que esperar na fila para ir e para voltar, além do que, os ônibus vão parando de hotel em hotel e não há criança que continue de bom humor com isto.



Bem, decidi não ir a Universal. Ficamos somente nos Parques da Disney e fomos 2 ou 3 vezes em cada um deles a fim de respeitar o ritmo da pequena. Mesmo assim, ainda aluguei um carrinho, mesmo ela sendo grande para eles, serviu muito bem e quebrou um grande galho, porque ela até chegou a dormir no carrinho além do que a protegia do sol!

Passamos um dia no hotel, no meio da viagem, para que ela ficasse na piscina repondo as energias e mesmo assim, todas as noites, voltando para o hotel, ela dormia no carro e muitas vezes ficou sem jantar de tão cansada que estava.

Deixava que ela acordasse sozinha e o café da manhã era bem devagar e sossegado!


Devo dizer que quase não pegamos filas na primeira semana e ela pode ir nos brinquedos tantas quantas vezes tivesse vontade. Claro, tivemos que ir cinco vezes na "Mansão Assombrada" e mais outras 5 no "Piratas do Caribe". Mas, assim é muito melhor do que ficar na fila.

Claro que o fast pass ajuda muito e na segunda semana tivemos que utilizar o dispositivo. Em alguns casos, onde havia promoção de jantar com direito a ter um lugar especial, em algum show, sem pegar fila, fiz a reserva sem pensar muito. Eu realmente queria que os dias fossem sem desgaste.

O astral dela é muito bom e somando isto ao esquema que fizemos, de ir com calma e devagar ,ela se tornou a melhor companheira de viagem que alguém poderia querer.   

Eu acho que vale a pena ir com calma. A Disney sempre estará lá e, creio que agora, seja o momento dela conhecer a Universal. Uma coisa de cada vez!

Deixo o vídeo que mostra no rosto descansado dela, que a estratégia deu muito certo!



Em tempo, fomos no final de março! O tempo é excelente e não tem muita gente! Claro que tudo depende da personalidade e idade de seu filho. Mas eu voltarei com ela e farei o mesmo esquema. Carro, fugindo do mês de julho e hotel dentro dos parques! Todo mundo fica feliz!! :) E é isto que vale na terra dos sonhos!

Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +