Copyright!

Olá amigo blogueiro!

Se quiser usar meus textos em seus blogs é necessário autorização prévia, já que possuem direitos autorais de copyright!

Se necessita de conteúdo em seu blog e necessita que alguém redija para você me contrate! Eu não sou careira!
abraços!

Denuncie! Plágio é crime:

https://www.espacoblog.com/2013/07/como-denunciar-plagio-ao-google.html

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Reflexões de uma guest relations!

Texto publicado na revista Hotel News.

Acompanhar pessoas durante uma viagem é o mesmo que se tornar uma espécie de Google humano.






Informações sobre os toaletes, lojas, farmácia, medicamentos, tradução do cardápio, encontrar endereços, pedir mais travesseiros, como ligar ao Brasil, para tirar fotos, para tomar injeção, ir a um dentista, fazer um BO, ficar na fila para comprar uma bolsa Louis Vuitton..-“.Você fica na fila pra mim?”
 “-Eu quero salada no lugar das fritas e um ovo no lugar dos legumes sauté, dá pra pedir?”

“-Posso ficar mais um pouco?” “ -Vai comigo?” “ -Fica comigo?” “- Segura a porta do banheiro pra mim?”

Ser a guest relations tem que ter o “dom” e sobretudo, prazer em servir...Senão, nada feito!

Você se torna a referência, o porto seguro, mesmo que a pessoa seja descolada! A dependência criada nos primeiros minutos, já no embarque, é instantânea. Você torna-se o “Alfredo” a tiracolo, propriedade pública, patrimônio do grupo que briga pela sua atenção, literalmente!

Porém, o grande significado, valor e graça em ser um guia é outro!

O valor que tem é, para mim, fazer parte de um grande momento de prazer na vida de uma pessoa. Os olhares brilhando e os queixos caindo quando o ônibus passa pela primeira vez em torno do Arco do Triunfo em Paris é algo emocionante!!. Eu me sinto um pouquinho responsável por aqueles olhares e sensações tão especiais!!

Também acho que o guia se transforma numa espécie de air bag, seguro viagem, guarda costas com mil olhos sempre fazendo a contagem de cabeças, olhando para frente e para trás, segurando pela mão, puxando, segurando, correndo atrás, arrancando de uma loja, ligando, procurando...

Já me senti o Kevin Costner em “O Guarda Costas”,  a Uma Thurman em “Kill Bill”, já me senti até uma James Bond e um Sherlock Holmes.

Desempenho vários papéis, em um, com direito a uma cenografia e fotografia mágicas como se fosse um filme ao vivo!! Um Reality Show, assistido por mim mesma!


Claro que este trabalho também me oferece uma série de momentos únicos e memoráveis onde todo o meu cuidado e atenção com o grupo, para que se sintam felizes e seguros, seja compensado em grande estilo.

Uma vez levando um grupo gastronômico a um restaurante, na região da Alsacia (3 estrelas no guia Michelin), eu e o guia local acomodamos o grupo, traduzimos as boas vindas do chef, o cardápio que seria oferecido, penduramos os casacos, tiramos fotos e desejamos “Bon Apétit”! Quando estávamos saindo do restaurante, a fim de encontrarmos algum lugar para comer um sanduíche, o chef e proprietário estrelado nos abordou perguntando se nos incomodaríamos em comer na cozinha!!

E desta forma, humildemente, o grande chef 3 estrelas puxou a cadeira para mim, a mãe dele trouxe um vaso, cheio de flores frescas, para enfeitar nossa mesa e o sommelier, premiado, veio nos sugerir o vinho.

Almoçamos como reis sendo servidos pelo próprio Chef!

E então, na hora do cafezinho ele nos vem com o máxima:

“- Vocês estão sentados no lugar preferido do Rei da Suécia! Quando ele vem, faz questão de sentar-se na cozinha!!”

Fotos de L'Auberge de l'Ill, Illhaeusern

                          Essa foto de L'Auberge de l'Ill é cortesia do TripAdvisor

Os passageiros morrem de rir quando o guia local é francês e fala português..."Gente, estão vendo aquela montanha “peituda” (querendo dizer pontuda)?".... "A Torre Saint-Jacques hoje é usada para fazer testes de gravidez (querendo dizer gravidade)"... E, ao invés de pulga atrás da orelha: "Ela tinha o pé atrás da orelha...".

Também já passei por grandes apertos, como dizer às pessoas que elas não vão mais embarcar para Paris, seja por um overbooking aéreo ou um vulcão em nosso caminho. Ser portador de má notícia é difícil. Já enfrentei grandes frustrações de passageiros mas, a pior de todas foi ter que retirar mais de mil torcedores do Stade de France em meio a uma multidão de franceses, gritando 3 x 0, na final da Copa do Mundo de 1998! Me senti impotente e o que me restou foi chorar junto!


Mas seja da forma que for eu me sinto uma pessoa privilegiada em ter a honra de acompanhar pessoas para o destino mais encantador do mundo!

Me traz um imenso prazer há 20 anos! E é claro que entre contar as cabeças no metrô, dar a mão para atravessar a rua, puxar pelo braço para não ser atropelado e escolher o presente dos filhos, me sobra tempo para contemplação e momentos de grande significado e aprendizado na minha vida pessoal.

Carrego, na minha bagagem de vida, sorrisos e brilhos nos olhos de centenas de pessoas que realizaram, na minha presença, sob a minha vigilância, um de seus grandes sonhos!

Sou uma espécie de “Guardiã” de alguns jardins secretos por aí!! Très Important!!



 Muitos já me disseram que quando veem Paris na TV ou em um filme de cinema ou leem algo sobre a cidade, pensam em mim!! Não poderia desejar forma melhor de ser lembrada!! Trés Chic!!





Chega de "mimimi..."
Merci mes amies et Bon Voyage!!

Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +