quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Bistrô, Brasserie, Café ou Restaurante? Você sabe a diferença?

Lipp é uma Brasserie
Antes de escolher um momento inesquecível, em relação à gastronomia francesa, é importante saber qual a diferença entre cada tipo de estabelecimento.

Saber sempre é bom.


A diferença básica entre todos está no preço como em qualquer lugar mais ou menos entre uma lanchonete e um restaurante internacional.





Bistrot


Um estabelecimento menor, geralmente dirigido pela família e com horários mais limitados para o almoço e o jantar. Os pratos são os tradicionais franceses (se a sua intenção é experimentar pratos típicos), além do que chefs, oriundos de restaurantes estrelados, estão abrindo novos bistrots com uma cozinha mais inventiva do que os tradicionais e mais acessível em termos de custo.

Pratos tradicionais

Steak Tartare (carne moída crua e temperada), Soupe d´Oignons (Sopa de Cebola), Confit de Canard (pato cozido em sua própria gordura), Le Coq au Vin (frango cozido no vinho tinto), Tarte Tatin (torta de maçã), Coquilles Saint Jacques (espécie de casquinha de siri)...

Tente os ovos com trufas negras
Exemplo de um excelente Bistrot é o Paul Bert
"Bistrô" é uma palavra de origem russa que significa "rápido".Quando os russos invadiram a França, batiam os talheres na mesa pedindo que fossem servidos "bistrô"! Em resumo, portanto, bistrô é um lugar que não se come tão devagar como em um restaurante, nem tão simples como em uma lanchonete.

Restaurante

Antes do século XVIII havia estabelecimentos que serviam um caldo para "restaurar" as forças. Após da Revolução Francesa, o chefs da aristocracia foram despedidos e abriram os seus próprios locais para "restaurar" servindo algo além de caldos. Tradicionalmente mais formais, onde se é esperado uma elegante variedade no cardápio internacional, serviço impecável e uma grande lista de vinhos, além de uma conta bem mais salgada, principalmente se o restaurante for estrelado no Guia Michelin, com valores que sobem conforme o número de estrelas, de 1 a 3! O restaurante é avaliado todos os anos a fim de ganhar, perder ou manter suas estrelas.

Brasserie

De orgiem alsaciana, quer dizer cervejaria. Possui decoração inspirada na Belle Époque e é um dos ícones de Paris. Numerosas brasseries ainda servem o tradicional choucroute e deixam cervejas em barris, mas oferecem também um cardápio bem variado, em atmosfera típica. Algumas delas colocam ostras nas vitrines! Neste tipo de estabelecimento também é possível pratos mais simples e mais rápidos do que em bistrôs! Aqui se come frutos do mar em geral, mas também é possível um mero sanduíche na baguette com um simples e mero queijo francês.  

Café

Totalmente casuais, abertos o dia todo e quase todos os dias, onde é possível pedir desde um cafezinho até um pequeno lanche como omelete com fritas, salsicha com fritas, qualquer coisa com fritas, o famoso Croque Monsieur (toxtex com queijo gratinado por cima) ou Croque Madame (igual ao Croque Monsieur e mais um ovo frito por cima). 

Funcionam como ponto de encontro entre amigos e colegas, como escritório para executivos, escritores e estudantes, além de um local de descanso para turistas. Os mais famosos de Paris são o Les Deux Magots e o Café Flore que ficam um bem ao lado do outro.


Além destes termos, em Paris há também outras importantes que você deve saber:

Peniches

São barcos que ficam ancorados as margens do Sena e funcionam como café, lanchonete ou restaurante. Muitos oferecem happy hour e brunch aos domingos o que confere ainda mais charme em sua visita. Vale muito! 

Bistronomique

Novo termo da moda em Paris onde o estabelecimento confere em ares de um bistrô, a autêntica gastronomia francesa a um preço mais acessível. A palavra mistura termos como bistrô, gastronomia e economia!!!!  

Fait Maison ou Qualité

Há uma discussão bem séria em Paris sobre a grande maioria dos estabelecimentos servir comida congelada industrializada ao invés de preparar em sua cozinha com alimentos frescos. Estão tentando incorporar esta placa nos estabelecimentos que restaram de forma artesanal para que o consumidor saiba o que está comendo.


O que comer em Paris? 

Seja você um Gourmand ou Gourmet!

Steak Tartare (carne moída crua e temperada), Soupe à l´oignons (Sopa de Cebola), Confit de Canard (pato cozido em sua própria gordura), Magret de Canard, Le Coq au Vin (frango cozido no vinho tinto), Tarte Tatin (torta de maçã), Bœf Bourguignon, Coquilles Saint-Jacques (espécie de casquinha de siri, feito com vieiras); Croque-Monsieur (tostex gratinado) e Croque-Madame (Tostex gratinado e ovo frito); Crepes; Souflés; Caramel (balas); Calissons (docinhos); Madeleines (bolinhos); Macarons (biscoitinhos); Éclair (Bomba); Napoléon (Mil Folhas); Croissant; Pain au chocolat (croissant com gotas de chocolate); Mont Blanc (crème de marron glacê); Falafel (sanduíche no pão sírio servido com salada, molho e bolinhos de grão de bico); Sorvete Berthillon (o melhor do país); escargot; trufas; queijos; Îles Flottantes (ovos nevados); Cassoulet, Couscous, Paris-Brest (doce); Tarte au citron (torta de limão)....; Esqueça as calorias! É por uma boa razão!

Quer testar você mesmo a diferença? Clique abaixo nas melhores opções de cada:

CAFÉS:

RESTAURANTES:
Mini Palais
Chez Francis

BRASSERIE:
Printemps - Brasserie e compras
Bofinger

- BISTROT - 

Bon appétit!

Reserve o seu hotel e pesquise preços:

Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +