quinta-feira, 9 de abril de 2015

O luxo e a elegância de Paris!




"A vida é uma sucessão contínua de oportunidades" - Gabriel Garcia Marquez

Este post faz parte da série "Paris de uma vez" com 9 temas sugeridos para o seu programa na Cidade Luz.

Este sugere um dia em Paris visitando pontos que oferecem aos seus sentidos, tudo o que a cidade pode ser, em temos de luxo. Não é preciso gastar uma fortuna ou ser um milionário para desfrutar alguns lugares.


Archives La Tour d’Argent
Thomas Renaut pour La Tour d’Argent 
Olhar ainda é de graça, muitas vezes. E, em se tratando de Paris, seria um pecado você deixar de ver o que ela oferece.

Não é preciso seguir a risca a sugestão de roteiro, mas um cantinho ou outro dele já é suficiente para ter uma ideia da dimensão dos pequenos grandes detalhes que sustentam a capital do luxo! Preconceito contra o belo é um pecado.

Café da Manhã em um hotel Palácio


Cynthia Camargo - Paris

São eles: o Plaza Athenée, Crillon (em reforma), Le MeuriceGeorge VPrince de Galles, Le Bristol e Ritz.

Classificados como palácio, fazem parte da história da cidade. Veja bem, pode ser um cafezinho, um drink no bar, mas vá! Não é necessário ser um hóspede para tomar um café em um estes hotéis enquanto percebe o ser e estar, tão suave, que nenhuma pompa é capaz de intimidar. Este é o verdadeiro segredo da cidade.

Leia sobre os hotéis palácio para escolher o seu no link abaixo:

Os hotéis Palácio de Paris

Opera Garnier - Construída  sob o Império de Napoleão III, leva o nome do arquiteto que a projetou (início da construção em 1861), inaugurada em 1875.

Acima do edifício é possível avistar uma construção em forma de coroa, em estilo barroco (no caso, a coroa do imperador).

Cynthia Camargo
Cynthia Camargo
Hoje em dia as óperas são encenadas na Opera Bastille, mas os espetáculos de balé ainda podem (e devem) ser vistos na Garnier
Cynthia Camargo - Opera de Paris

Metrô: Opera (linhas 3, 7 e 8)
Você sabia que o musical "Fantasma da Opera" teve inspiração na Opera de Paris? Leia sobre isto no link abaixo e mais informações sobre a Opera de Paris:

Informações sobre a visita a Opera de Paris

Passeio pela Praça Vendôme –  Metrô Opera (linhas 3, 7 e 8)

http://www.jaubalet-paris.fr/joaillerie-en-ligne-place-vendome/

Aqui é o lar das Maisons de Alta Joalheria, além do Hotel Ritz!

A praça mais chique do mundo possui o formato de um polígono. Construída em 1686, sob o reinado de Luis XIV, para alojar a estátua do soberano sobre um cavalo.

Em 1815, a escultura deu lugar a outra, a do imperador Napoleão Bonaparte, sob um pilar romano. Este pilar foi feito com o derretimento do bronze de 1.500 canhões usados na Batalha de Austerlitz.


Siga para a Av. Montaigne –  metro: Franklin Roosevelt (linha 1)

Press book Bulgari
Você sabia que aqui residem todas as Maisons de Alta Costura? Sim, somente estas marcas podem usar o título de alta costura e, obrigatoriamente, possuir uma de suas boutiques na av. Montaigne, em edifício próprio.

A Avenue Montaigne concentra tudo o que há de mais luxuoso, chique e sofisticado em termos de moda. É claro que vale a pena passear em toda a sua extensão e apreciar todas as suas vitrines, verdadeiras obras de arte. Passeie com calma para apreciar e entre também nas lojas para checar a decoração e arriscar uma comprinha (?)

Continue o passeio subindo a Champs-Elysées e para almoçar no Ladurée. Não deixe de provar os macarons.

A Maison Ladurée, fundada em 1862, se tornou famosa através de seu biscoito Marcaron. O filho do fundador, Ernest Ladurée, teve a ideia de unir dois a dois com uma espécie de creme ganache entre eles. Esta receita não foi modificada, desde o início do século XX. Depois de prontos, os macarons são congelados antes de serem postos à venda! O colorido e os mil e um sabores são a sensação da casa.

Ladurée








Se você não tomou café da manhã em um dos hotéis palácio, como sugeri, ainda é tempo do chá da tarde!!! O meu preferido é o do Hotel George V - Metrô: George V, linha 1.

George V


Mas, se já experimentou sugiro passar pelo Angelina Café e sentar-se onde Proust e Coco Chanel saboreavam o  Chocolate à Africana.

Angelina
O Angelina café, inaugurado em 1903, é frequentado pela aristocracia! Provar o chocolate À Africana e o famoso Mont Blanc (com marron glacé) é obrigatório, portanto, melhor ir em duas pessoas para dividir tantas maravilhas, sem ficar enjoado depois.

Se estiver ainda na Champs-Elysées, vá a pé até o Angelina, assim poderá caminhar por toda a extensão da avenida mais famosa do mundo, tendo início no Arco do Triunfo e descendo até a Place de la Concorde. Seguir então até a 226, rue de Rivoli.

Na rue de Rivoli, aproveite para checar o que foi a mais emblemática das ruas de Paris desde o seu surgimento, em 1802. Foi sim, uma das ruas mais elegantes e continua a ser linda, restando um ou outro antiquário dos bons. Infelizmente, hoje em dia, está decadente em termos de comércio e frequência.

Ali pertinho, é possível desviar-se para a Faubourg Saint-Honoré e, além de checar as últimas tendências do luxo, aproveitar para espiar o n. 55,  Palácio Elysées, onde vive o presidente em uma construção datada de 1722.

© Thomas Faivre-Duboz
  
À noite, sugiro jantar no bistrô Chez Francis se estiver se sentindo despretensioso. 

Chez Francis


Não é tão luxuoso, mas a vista é para a Torre às margens do rio. Leia sobre ele clicando no link abaixo.

Se quiser economizar, bastam queijos e um vinho ao lado de fora do restaurante, nas mesas da calçada.
Chez Francis

Mas, se quiser passar de todos os limites de sua imaginação e de seu bolso, vá correndo para o primeiro restaurante de Paris a utilizar de talheres. O tradicionalíssimo La Tour d´Argent:
Archives La Tour d’Argent
Thomas Renaut pour La Tour d’Argent 



Fundado em 1582, o "torre de prata" é o mais antigo e o mais chique da cidade, com a vista mais charmosa e encantadora de Paris.

Possui uma das maiores e melhores adegas do mundo, com vinhos do século XVIII. Todas as celebridades do mundo, parece, já provaram de seus pratos, seus vinhos e sua vista.

O segredo do sucesso, diz o seu staff, é satisfazer 100% dos cinco sentidos do cliente e, ter como filosofia, o princípio de que nada é mais sério do que o prazer.

Foi aqui que o rei Henrique III aprendeu a comer com garfo.

Com a decoração em estilo Luis XVI oferece ainda, nada menos, a Notre Dame e o rio Sena como detalhe do cenário.

A especialidade do restaurante é pato. Eles numeram os patos e registram quem consumiu. Sendo assim:

Em 1890, o príncipe de Gales comeu o pato n. 328. Charles Chaplin, em 1955, o de n. 253.652. Mick Jagger, em 1978, comeu o de n . 531.147. Infelizmente (hoje sou vegetariana), comi o pato n. 862.227 em 1997, quando entrevistei o adorável proprietário Claude Terrail (morto 9 anos depois de nosso delicioso encontro). Desde a sua morte, em 2006, seu filho, André Terrail, comanda o local que, infelizmente, perdeu 2 das 3 estrelas do Guia Michelin, que ostentava em sua cozinha e suas 500 mil garrafas na adega. Hoje, parece, passou de 1,3 milhão de garrfas.

Na nova novela Babilônia, podemos ver Gloria Pires e Cassio Gabus gravando cenas por lá:



O filme Ratatouille, especula-se, teve inspiração no Tour d´Argent!  Será?










15-17, Quai de La Tournelle. Metrô: Maubert Mutualité (linha 10).



Estes roteiros foram extraídos de meu guia Paris Legal e continuam a ser os grandes clássicos da cidade! Na verdade, este post é o carro chefe de meu blog e de todos os meus vinte e um anos de trabalho com Paris. Deveria ter sido o primeiro post... Nunca é tarde, porém!!

Você experimentará o melhor de Paris. Eu e Victor (Hugo) assinamos embaixo! :)

Acesse aqui para:   Paris Cultural e Histórica
                            Paris Simples
                            Paris Turística
                            Paris Romântica
                            Paris Parisiense

Inscreva-se no blog para receber os outros 8 roteiros temáticos quando forem publicados!




Você gostou desse artigo?

Inscreva-se e receba notícias, dicas, promoções e muito mais!

Cynthia Camargo é publicitária, agente de viagens, agente internacional e jornalista. Coordena viagens de arte, gastronômicas, de luxo e de incentivo pelo o mundo! Especializada no destino França, é autora do guia Paris Legal, editado pela Best Seller. Trabalha com o turismo de conteúdo há 20 anos e recebeu o prêmio Mulher Influente. Autora do blog de viagens SendoCy, conta suas experiências pelo mundo com dicas e muito humor! Acesse, leia e participe, se inscreva e conte suas histórias! Afinal, todo mundo tem uma história de viagem para contar! Google +